3

Prouni – Como funciona e quem pode solicitar?

Entrar em uma universidade e conseguir o diploma na área desejada é um sonho para muitos brasileiros. E o Prouni pode facilitar e muito isso.

Nem todos, entretanto, possuem essa facilidade de acesso a uma universidade, seja ela pública ou privada.

Pensando em melhorar as chances de pessoas com baixa renda, o governo brasileiro criou, em 2004, o Prouni.

O programa, chamado de Programa Universidade para Todos. Contudo, concede bolsas integrais ou parciais para que os alunos tenham a possibilidade de cursar o ensino superior nas universidades e faculdades particulares.

Apesar de já ter quase 15 anos de criação, o Prouni ainda gera dúvidas em muitas pessoas. Principalmente naquelas que estão pretendendo concorrer a uma dessas bolsas.

Pensando nisso, resolvi trazer aqui esse artigo contendo informações importantes e esclarecedoras sobre esse assunto.

Quer saber tudo sobre o Prouni? Então acompanhe o texto até o final!

Conheça tudo sobre o Programa Universidade para Todos

O que é o Prouni?

O Prouni – Programa Universidade para Todos, criado no ano de 2004. É um programa do governo federal brasileiro direcionado à área da educação.

Ele objetiva conceder bolsas de estudos (integrais e parciais – 50%) para que os alunos de baixa renda possam fazer cursos superiores.

Esses cursos superiores, que podem ser de graduação ou sequenciais, são realizados em universidades e faculdades particulares.

O programa, que entrou em vigor no primeiro semestre de 2005. Atendeu milhões de brasileiros desde então e abre vagas sempre duas vezes ao ano, no primeiro e no segundo semestre.

O que deixa muitas pessoas em dúvidas é sobre quem pode inscrever-se e o que é preciso fazer para solicitar esse benefício.

Quer saber mais sobre se você pode concorrer ao Prouni e como inscrever-se?

Quem pode concorrer a uma bolsa pelo Prouni?

Existem alguns pré-requisitos que são necessários para que alguém possa concorrer a uma bolsa do Prouni (seja parcial ou integral), são eles:

  • Nota no Enem: no Exame Nacional do Ensino Médio (do ano anterior ao processo seletivo), o candidato deve ter obtido a nota mínima (450 pontos na prova de conhecimentos) e não ter zerado a redação;
  • Ensino Médio: para concorrer a bolsa, o aluno deve ter estudado o ensino médio completo em escola pública ou na rede particular com bolsa integral;
  • Renda Familiar para bolsa total: o candidato deve ter renda familiar (bruta) mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa;
  • Renda Familiar para bolsa parcial: o candidato deve ter renda familiar (bruta) mensal de até três salários mínimos por pessoa.

Ser pessoa com deficiência ou professor efetivo de uma instituição pública de ensino básico também são requisitos que proporcionam a chance do candidato concorrer a uma bolsa pelo Prouni.

Como é feita a seleção?

A seleção do Prouni é feita por fases. Portanto, em número de três, das quais fazem parte o MEC (Ministério da Educação) e as instituições de ensino superior.

Conheça agora cada uma delas e o que o candidato precisa fazer.

Primeira Fase

Nessa fase acontecem as inscrições dos candidatos para a seleção. Portanto eles escolhem a modalidade da bolsa a que desejam concorrer (parcial ou total).

Eles devem escolher também o máximo de cinco instituições em que pretendem concorrer à bolsa. Contudo, fazendo também a opção pelos cursos e turnos que desejam.

Após as inscrições, ainda na primeira fase o MEC faz a classificação dos candidatos ao Prouni de acordo com as opções escolhidas (de modalidade da bolsa, instituição de ensino superior e curso) e as notas do Enem.

Ao final da primeira fase, o MEC divulga a lista de candidatos que foram pré-selecionados para cada instituição de ensino de acordo com os cursos.

Segunda Fase

Na segunda fase, os candidatos da lista de pré-seleção devem comparecer às respectivas instituições de ensino superior para comprovar as informações que forneceram no ato da inscrição.

Eles devem levar todos os documentos exigidos e a comprovação de qualquer falsa informação leva à reprovação do candidato na seleção.

Terceira Fase

É a última fase da seleção e é realizada pelas instituições de ensino superior, exclusivamente.

As instituições podem, a seu critério, requerer que o candidato pré-selecionado e aprovado na análise documental passe por um processo seletivo a parte.

Nesse caso, o processo seletivo próprio da instituição de ensino superior deve ser totalmente gratuito. Porém, sendo vedado qualquer cobrança.

Se os candidatos forem aprovados (seja diretamente ou após passar pelo exame de admissão). Portanto, eles são então incluídos no Prouni.

A bolsa do Prouni vale para toda a duração do curso?

Sim, qualquer que seja o curso escolhido pelo candidato, após aprovado na instituição de ensino superior ele terá bolsa válida por todo o período de duração do mesmo.

Entretanto, existe uma compensação de esforço acadêmico, pois o recebimento da bolsa está condicionado ao desempenho do aluno.

Se em um período letivo ele for aprovado em 75%, exigência mínima, das disciplinas que cursou, então continuará a receber a bolsa do programa.

O que é a bolsa-permanência?

A bolsa-permanência é um auxílio extra do Prouni, criado no ano de 2006. Portanto, destinados a auxiliar o custeio das despesas de educação dos estudantes bolsistas.

Ela, entretanto, não destina-se a todos os estudantes bolsistas do Prouni. Mas, apenas aqueles que possuem bolsa integral do programa.

O auxilio é no valor máximo de R$ 300 por mês e exige alguns pré-requisitos, além do aluno possuir bolsa integral.

Ele deve também estar cursando um curso presencial, que tenha duração de 6 semestres (no mínimo) e que tenha carga horária mínima de 6 horas diárias.

A seleção ocorre todo início do mês letivo e nesse período também é informado o valor que o bolsista receberá de auxílio.

Conclusão

Como você viu, o Prouni – Programa Universidade para Todos. Portanto, é um programa do governo que visa proporciona uma maior oportunidade dos alunos de baixa renda cursarem uma faculdade.

Ela garante o direito à educação superior aos jovens, ajudando na modificação da vida e do futuro de milhões de brasileiros.

E aí, gostou do artigo sobre o Prouni?

Você também pode saber ainda mais sobre os benefícios governamentais que ainda estão em vigor.

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

 

Colunista

3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *